Pensando em quadrinhos

Ás vezes sinto que gostar de quadrinhos não é uma tarefa fácil no Brasil. Na maioria das vezes, quando falo sobre o assunto algum idiota me diz “Ah! Eu também adorava ler Turma da Mônica quando era criança”.

Tudo piorou quando entrei na faculdade e tive que encarar os pseudo-intelectuais que gostavam de fazer pose e fingir que liam os grandes autores ou os livros mais undergrounds do momento. Mas foi quando um professor riu da minha proposta de fazer um trabalho de sociologia baseado em Maus e Gen que resolvi que toda vez que pudesse, eu faria um trabalho sobre quadrinhos.

Grande parte dessas pesquisas jazem jogadas no meu DVD de backup. Resolvi então publicar esse trecho do trabalho para que esse conteúdo possa ser lido e quem sabe útil para alguém que como eu, acredite que quadrinho não é só coisa de criança.

Leia: A Segunda Guerra Mundial e os Quadrinhos

Anúncios

Uma resposta para “Pensando em quadrinhos

  1. Faço minhas suas palavras e vou ler os textos com muito prazer!
    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s